Sobre o processo de identificar e fechar perguntas como duplicatas/repetidas de outras.

De acordo com a pergunta no Meta Stack Exchange, Changes to “close as duplicate” (part deux), a intenção de fechar como duplicata ou repetida é dizer ao autor da pergunta algo do tipo:

Alguém já perguntou exatamente a mesma coisa. Se essa outra pergunta não resolve seu problema, por favor esclareça porque é diferente. Isto é perfeito porque, se a a outra pergunta ajudar, você ficará feliz porque obteve uma resposta. Se a outra pergunta não ajudar, então você saberá exatamente o que fazer (para diferenciar sua pergunta da outra).

Artigos relacionados no blog Stack Exchange

Dr. Strangedupe: Ou, Como Aprendi a não me Preocupar e Amar a Duplicidade (en) (origem)

...a duplicidade não é necessariamente má. Ao contrário — um pouco de duplicidade é desejável. É normal haver benefícios em ter múltiplas variantes sutis da mesma pergunta, as pessoas tendem a perguntar e pesquisar usando palavras completamente diferentes; e quanto melhor nossa cobertura, mais chances das pessoas encontrarem as respostas pelas quais estão procurando...

...avalie o melhor que puder e por favor continue a fechar e mesclar duplicadas como achar melhor. Contudo, tenha sempre em mente que cultivar e apoiar uma quantidade razoável de duplicadas será uma ajuda ativa à comunidade...

Gerenciando Perguntas Duplicadas (en)

...há tres classes de perguntas duplicadas, da mais clara à menos clara.

  1. Perguntas duplicadas Copy-Paste. Essas são a própria definição de duplicatas exatas; muitas vezes o mesmo usuário copia a mesma pergunta propositalmente e a faz de novo... não há muita dúvida aqui.
  2. Duplicatas acidentais. Não são cópias exatas da outra pergunta, mas cobrem exatamente o mesmo assunto de perguntas anteriores. A duplicidade não é ambíbua...
  3. Duplicates no limite. Essas perguntas são ambíguas; pertencem ao mesmo assunto que perguntas anteriores, mas tem diferenças sutis que as convertem em perguntas legítimas e autônomas. Estas estão sujeitas à interpretação...
histórico | histórico do fragmento